Comemoração da Declaração Universal dos Direitos Humanos

  • Comemoraçao da Declaração Universal dos Direitos Humanos

 

O grupo disciplinar de EMRC, entre o dia 7 e o dia 11 de Dezembro, dinamizou e promoveu a Comemoração dos 70 anos da Declaração universal dos Direitos Humanos, na Escola Emídio Garcia, tendo sido elaborados vários trabalhos, no âmbito da disciplina de EMRC, em articulação com a docente Marta Ferreira do grupo disciplinar 420 (Geografia), que foram expostos no átrio da escola, onde se ilustravam artigos da carta dos direitos humanos e se identificava geograficamente áreas onde esses artigos não eram cumpridos. Deste modo consciencializou-se os alunos para a importância da supervisão da aplicação destes direitos a nível mundial.  Em paralelo à exposição, foram projetados vídeos que foram elaborados pelos alunos, que versavam a temática dos direitos humanos. A exploração dos meios audiovisuais são sempre uma solução de grande fiabilidade quando se pretende passar uma mensagem tão forte como a da importância da aplicação dos direitos humanos de um modo universal sem se prender a fatores de desenvolvimento, credos e religiões.

No átrio da escola foram expostos cartazes alusivos aos Direitos Humanos e à violação contínua dos mesmos e duas árvores, uma em branco, que simbolizava a paz e outra em preto, que simbolizava o ódio, a descriminação e o racismo, com  frases marcantes de grandes humanistas que se destacam e destacaram na luta pelos direitos humanos. Também foram expostos faixas em tecido elaboradas pelos alunos de 10º ano.

Na Escola Paulo Quintela a Comemoração da Declaração Universal dos Direitos Humanos e da Convenção dos Direitos da Criança foi dinamizada com a exposição de cartazes, no átrio da escola e na sala de convívio, e os trabalhos realizados pelos alunos, onde se ilustravam artigos da carta dos direitos humanos e que foram afixados num placard em formato de árvore.

A atividade cumpriu os objetivos na medida em que possibilitou a sensibilização da comunidade escolar para a importância do cumprimento dos Direitos Humanos e dos direitos da criança e da dignificação da pessoa humana e a consciencialização para a importância da supervisão da aplicação dos direitos a uma escala mundial.

Isabel Barros

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *