Comitiva da ESEG deslocou-se a Roma e ao Vaticano e foi recebida pelo Papa em audiência geral

  • 20170227_105623
  • 20170227_105626
  • 20170227_105706
  • 20170227_110437
  • 20170227_110750
  • 20170227_114157
  • 20170227_114205
  • 20170228_093148
  • 20170228_094117
  • 20170228_104448
  • 20170228_112643
  • 20170301_103031
  • 20170301_171245
  • 20170302_145659
  • 20170302_145755
  • Roma 1
  • Roma 2
  • Roma 3
  • Roma 4
  • Roma 5
  • Roma 7
  • Roma 8
  • Roma 9
  • Roma 10
  • Roma 11
  • Roma 12

Roma 1Roma 2Roma 3Roma 4Roma 5Roma 7Roma 8Roma 9Roma 10Roma 11Roma 1220170228_093148 20170228_094117 20170227_114205 20170227_114157 20170227_110750 20170227_110437 20170227_105706 20170228_104448 20170301_103031 20170228_112643 20170301_171245 20170302_145755 20170302_145659 20170227_105626 20170227_105623

Cerca de 39 alunos do 11.º e 12.º anos da Escola Secundária Emídio Garcia, em Bragança, acompanhados por seis professores, deslocaram-se a Roma e ao Vaticano, entre os dias 27 de Fevereiro e 02 de Março, no âmbito da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica, numa actividade que se realiza pelo 2.º ano consecutivo.

O ponto alto da visita foi, sem dúvida, a participação na audiência geral com o Papa Francisco, em plena Praça de São Pedro, na quarta-feira de cinzas, dia 1. A comitiva da ESEG foi saudada por Sua Santidade, o Papa, constituindo-se com um dos momentos mais marcantes desta viagem a Roma.

O encontro com um grupo de cerca de 100 refugiados provenientes da Síria e do Iraque, na Comunidade de Santo Egídio (CSE), foi outro ponto incontornável desta visita, através do qual os alunos tiveram oportunidade de contactar com a realidade do drama dos refugiados – por vezes distante – e confraternizar de forma alegre e descontraída com estes cidadãos provenientes daquela região.

Os alunos da ESEG ajudaram a preparar o encontro/festa com os refugiados, organizando uma pequena recepção em articulação com a CSE, numa altura em que se assinala um ano desde a chegada dos primeiros refugiados a Itália, no âmbito do projecto “corredores humanitários”, promovido precisamente pela CSE e que já fez chegar em segurança a Itália 750 pessoas desde o seu arranque em Fevereiro de 2016.

Para além da visita ao Vaticano (Basílica de São Pedro, Capela Sistina e Museus do Vaticano), os alunos tiveram a oportunidade única de visitar o riquíssimo património cultural, arquitectónico e histórico da capital romana, donde se destaca o Coliseu de Roma ou o Panteão Nacional.

Também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>